Gazeta recomenda

Peça mostra por que Hitler não conseguiu destruir a Mona Lisa

Estreia no Estúdio Delírio texto de Édson Bueno que mostra como uma conversa salvou a Paris da 2ª Guerra

  • Sandro Moser
  • 13/09/2018
  • 08:00
Peça mostra por que Hitler não conseguiu destruir a Mona Lisa Dois homens, uma noite e o destino de parte da arte mundial decidido numa guerra de palavras. Foto: Chico Nogueira/divulgação
hitler hitler

Um dos episódios mais extraordinários da história da arte e da guerra são a base da peça “Mona Lisa vs Adolph Hitler”, novo espetáculo do dramaturgo Édson Bueno, em cartaz a partir desta quinta-feira (13) e até 30 de setembro, às 20h, no Estúdio Delírio (R. Saldanha da Gama, 69).   

O teatro que serve de casa para o Grupo Delírio é o menor (30 lugares) e mais aconchegante de Curitiba. A ideia é que o público se “sinta em casa”, podendo até consumir bebidas durante a apresentação.

LEIA TAMBÉM

>>> Conheça o menor e mais animado teatro de Curitiba

A peça é baseada na história real ocorrida em 1944, nos momentos finais da 2ª Guerra Mundial. A cidade de Paris ainda estava sob domínio do exército nazista, mas prestes a ser libertada pelas tropas aliadas. Com a capitulação iminente, Adolf Hitler ordenou seu comandante geral, o general von Choltitz, a devastar a Cidade Luz: construções, monumentos e obras de arte deveriam ser destruídas.

Na véspera da tomada desta decisão, o general alemão recebeu a visita do cônsul sueco em Paris que, numa tentativa de argumentação desesperada, buscou convencer o militar a não cometer o crime contra a humanidade.

É esta conversa – que de fato aconteceu – que Bueno transforma na peça em que atua ao lado de Marcos Luis Maciel e Edgard Assumção. Segundo Bueno, o jogo dramático encenado pelos dois personagens é uma reflexão sobre a dissimulação e o amor pela humanidade.

Para o autor, a personagem central da peça é a palavra: “Não é uma história sobre alemães e franceses ou um general alemão e um diplomata sueco ou sobre dilemas morais em tempo de guerra", explica. "É sobre a convicção de um homem que na conversa, enganando, mentindo e sendo honesto pode conseguir coisa extraordinárias e também como as palavras, ao contrário do que se pensa, têm o poder de acabar com as guerras e mudar o pensamento dos homens”.

Tags

8 recomendações para você

Deixe sua opinião

Mais lidas do Guia

Quem tem

tem descontos

Garanta já seu desconto