Gazeta recomenda

Em novo parque, curitibanos poderão conhecer fósseis de 40 milhões de anos

O geossítio, localizado na Cidade Industrial de Curitiba, vai virar parque e uma ótima atração para moradores da cidade

  • Laura Beal Bordin
  • 11/05/2018
  • 18:29
Em novo parque, curitibanos poderão conhecer fósseis de 40 milhões de anos Geossítio na Cidade Industrial de Curitiba virará parque. Foto: Divulgação.

Um geossítio encontrado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) na Cidade Industrial de Curitiba vai ficar disponível para visitação com a criação de um Parque Geológico pela Prefeitura Municipal de Curitiba. O decreto, assinado pelo prefeito Rafael Greca em março, cria o parque, que está em projeto pelos funcionários da Prefeitura. O local fica na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, próximo ao cruzamento com o RIo Barigui, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Serão 130 mil metros quadrados de parque à disposição da população.

>>> Sítio arqueológico em Curitiba vai virar parque

No local, os visitantes poderão conhecer as grandes descobertas, como dentes de mamíferos e fósseis de outras espécies como peixes, anfíbios, e aves gigantes - todos que vieram após os dinossauros, há mais de 40 milhões de anos.

A ideia é que o projeto seja concluído ainda neste ano e a inauguração do parque aconteça já no ano que vem - o que depende da viabilidade financeira.

No projeto, serão construídas passarelas móveis para que os visitantes possam chegar bem perto do trabalho dos pesquisadores que farão escavações no local. Um ambiente lúdico também será construído para que as crianças possam “escavar” os seus próprios fósseis. De acordo com a Secretária do Meio Ambiente de Curitiba, Marilza Oliveira Dias, esta iniciativa é a primeira do Brasil, que vai aliar um parque à pesquisa científica. “A ideia é garantir a preservação da área que tem material paleontológico de grande relevância para a história de Curitiba”, explica.

O trabalho vai ser feito em parceria com o Museu de História Natural da capital paranaense, que fica no Capão da Imbuia. Os fósseis que forem encontrado no geossítio serão encaminhados para o Museu. No parque, ficarão apenas réplicas do que for encontrado naquele espaço. “Esse parque vai trazer cada vez mais a pesquisa para perto da população”, disse Marilza.

LEIA TAMBÉM 

>>> Lugares incríveis para ver as estrelas em Curitiba (se o tempo permitir)

>>> Nostalgia: 11 lugares para você se sentir na Curitiba do passado

Tags

8 recomendações para você

Deixe sua opinião

Mais lidas do Guia

Quem tem

tem descontos

Garanta já seu desconto