Publicidade

cartão

Assinatura:

ASSINAR ENTRAR
ASSINE

Gazeta recomenda

Três museus pouco conhecidos de Curitiba para explorar nestas férias de inverno

Saiba mais sobre o Museu do Holocausto, o Museu de Arte Sacra e o Museu da Vida em Curitiba

  • Da redação
  • 15/07/2017
  • 13:00
Três museus pouco conhecidos de Curitiba para explorar nestas férias de inverno O Museu de Arte Sacra fica no anexo da Igreja da Ordem. Foto: Marcelo Andrade.

Nós já listamos por aqui cinco museus em Curitiba cuja entrada é gratuita - para quem perdeu, é só dar uma olhada aqui. Mas se você já conheceu todos, o Guia Gazeta do Povo selecionou mais três, também gratuitos, que são pouco conhecidos na capital.

Museu de Arte Sacra de Curitiba

O Museu de Arte Sacra de Curitiba pode passar meio despercebido por quem passeia pelo centro histórico da cidade, mas não tem como não reparar na Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, certo? Se nem o nome ajudou, agora vai: é a Igreja da Ordem! Pois bem, o museu fica justamente no anexo da igreja, que é a edificação mais antiga de Curitiba.

O museu tem mais de 800 peças entre objetos de culto, paramentos litúrgicos, fotos, pinturas, mobiliário e até obras raras. Uma delas é a imagem do Bom Jesus dos Pinhais, feita em terracota, que data do século XVII. O local abre para visitação gratuita de terça a sexta-feira – é preciso agendar por telefone (pelo (41) 3321-3328) ou email (educativamemorial@fcc.curitiba.pr.gov.br).

Museu do Holocausto

O Museu do Holocausto foi inaugurado oficialmente em 2011 em Curitiba – esse é o único museu sobre o tema no Brasil. O acervo é dedicado à questão da perseguição de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. A maioria dos materiais que podem ser vistos por lá são doações que vieram de várias partes do mundo – o acervo permanente é composto por 56 objetos, 300 fotos e vários vídeos. Todas as semanas, porém, eles recebem novas doações e materiais. E tudo pode ser visto e consultado, mas para visitar o museu é preciso agendar uma visita.

Os agendamentos são feitos pelo site deles mesmo http://agenda.museudoholocausto.org.br/. A visita guiada gratuita dura cerca de uma hora, mas é possível ficar mais tempo por lá para observar o acervo. Ah, o museu não abre aos sábados.

Museu da Vida

O Museu da Vida é, na verdade, mais do que um museu. O lugar é um complexo que abriga exposições, eventos e várias opções de instalações que vão agradar tanto os adultos quanto os pequenos. Lá dentro tem, por exemplo, uma trilha dentro de um bosque de Mata Atlântica – os pequenos podem entrar em contato com a natureza e observar peixes e esquilos que por ali vivem. Também tem um espaço ao livre cheio de brincadeira “de antigamente”, como amarelinha, bets, corda, bola e outras.

Além de tudo isso, lá dentro também há uma mostra com ações desenvolvidas pela Pastoral da Criança e um memorial em tributo à médica Zilda Arns. Conhecida mundialmente por seu trabalho ligado à infância, ela faleceu no Haiti, enquanto participava de uma missão humanitária. O país, na época, foi vitima de um terremoto. Vários objetos que reconstroem a vida da médica estão expostos neste museu. Atualmente, esta área do museu está fechada para reformas.

O lugar abre todos os dias da semana (exceto Sexta-Feira Santa, Domingo de Páscoa e o período entre Natal e Ano Novo), sempre das 8h às 19h. As visitas são gratuitas e não é necessário agendar.  

Mais conteúdo após a publicidade

Tags

Mais conteúdo após a publicidade

Deixe sua opinião

Publicidade

Mais lidas do Guia

Quem tem

tem descontos

Garanta já seu desconto