Gazeta recomenda

Dez lugares em Curitiba para tomar sangria e clericot

Tradicionalmente servidos em jarras para compartilhar, drinks são ideais para se refrescar em família

  • Stephanie D'Ornelas, especial para a Gazeta do Povo
  • 06/02/2019
  • 08:30
Dez lugares em Curitiba para tomar sangria e clericot A sangria do Pata Negra leva vinho tinto, licor de laranja, conhaque, cortezano e as frutas típicas da bebida. Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo.

Melhor do que se refrescar no verão, é fazer isso ao lado da família e amigos. A sangria e o clericot são drinks ideais para isso, já que são tradicionalmente servidos em jarras para compartilhar. Essas bebidas coletivas têm muito em comum: ambas unem vinho, frutas e bastante gelo, o que as tornam leves e frescas. A mais antiga delas é a sangria, que surgiu na Espanha no início do século 19 e se popularizou em todo o mundo. Já o clericot — que é uma variação da bebida anterior — surgiu na França, e hoje é considerado também um coquetel típico da Argentina e do Uruguai.

>>> Restaurante serve pratos com osso para que cliente termine de comer com as mãos

Originalmente, a sangria era feita com vinho tinto, mas hoje também é adaptada com vinho branco. Já o clericot leva vinho branco ou espumante brut como ingrediente principal, acompanhado de um destilado e suco de limão ou soda. Com o passar dos anos, multiplicaram-se as variações das receitas. Em Curitiba, muitos restaurantes e bares têm a sua própria versão. Escolha a sua preferida, chame os amigos e delicie-se:

+55

Duas opções da bebida francesa estão disponíveis no bar da Avenida Vicente Machado: o Clericot Passion — feito com Chandon Passion, Licor 43, Cointreau, frutas da época e soda —, que custa R$ 160 (jarra) e R$ 15 (taça); e o Clericot +55 — feito com espumante brut, licor 43, Cointreau, frutas da época e soda —, vendido por R$110 (jarra). O +55 também serve sangria, feita com vinho tinto ou branco, frutas, especiarias e soda. A bebida espanhola custa R$ 49 (jarra) e R$ 15 (taça).

Foto: Divulgação

Bobardí

O Clericot Bobardí é feito com vinho branco chileno, espumante brut, frutas da estação, canela e xarope artesanal de vanilla. A jarra custa R$ 79 e a taça R$ 22.

Foto: Divulgação

Botanique

O local que funciona como café, bar e loja de plantas serve sangrias de vinho tinto e rosé. O cardápio também integra clericot feito com laranja, limão siciliano, abacaxi, uva verde, gim Seagers, Licor 43, suco de abacaxi e vinho branco, finalizado com refrigerante de limão. As bebidas custam R$ 60 (jarra) e R$ 15 (copo).

Foto: Divulgação

El Toro Bar de Tapas

O bar espanhol serve opções de sangria com vinho tinto ou branco. O clericot também é disponibilizado no local e leva vinho Cava maturado em frutas como maçã, abacaxi, morango e especiarias como canela e anis estrelado. A versão da receita é finalizada com um toque de licor de laranja e refrigerante de limão que garante o frescor.

Foto: Divulgação

Gards Rooftop

Vinho tinto seco, maçã, laranja Bahia, limão-taiti e licor de laranja são os ingredientes usados na sangria do bar na cobertura do Pátio Batel. Já o clericot é feito com vinho branco seco, maçã, laranja Bahia, limão-taiti, syrup, água com gás e licor de laranja. Os drinks são vendidos por R$ 90 (jarra) e R$ 20 (taça). Durante o happy hour, das 17 às 19 horas, essas bebidas têm 30% de desconto.

Foto: Divulgação

Lounge Batel

No Lounge Batel, o clericot leva vinho branco seco, brandy, triple sec, refrigerante de soda, suco de laranja, syrup, suco de limão e mix de frutas. A sangria leva os mesmos ingredientes, mas com vinho tinto seco. A jarra das bebidas sai por R$ 50.

Foto: Allan B. Ribeiro/Divulgação

Mustang Sally

A rede tex-mex serve a bebida francesa e a espanhola com conhaque, triple sec e refrigerante de limão, acompanhado de frutas, açúcar e um toque especial de chili e pimenta dedo-de-moça. O clericot leva vinho branco e a sangria vinho tinto. A jarra de um litro sai por R$ 69 e a taça por R$ 22,90.

Foto: Divulgação

Pata Negra

No restaurante ibérico na Praça da Espanha a sangria é feita com vinho tinto, licor de laranja, conhaque, cortezano, pera, maçã, rodelas de laranja e limão. O preço do drink é R$ 54,90 (jarra), R$ 33,90 (meia-jarra) e R$ 19,90 (taça).

Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

V. Wine Bar

A sangria do V. Wine é feita com vinho tinto, vermute Rosso, conhaque e frutas; já o clericot leva vinho branco, vermute Bianco, conhaque e frutas. Ambos os drinks podem ser finalizados com soda (R$ 50 a jarra e R$ 17 a taça) ou espumante (R$ 70 a jarra e R$ 20 a taça).

Foto: Divulgação

Taco El Pancho

Vinho branco, curaçau, triple sec, suco de limão, refrigerante de limão e mix de frutas compõem o clericot do Taco El Pancho. Já a sangria do restaurante mexicano leva vinho tinto, brandy, curaçau triple, suco de limão, pimenta chilli em pó e refrigerante de limão. O preço de ambos os drinks é R$ 65 para jarra e R$ 20 para taça.

Foto: Marcelo Krelling/Divulgação

8 recomendações para você

Deixe sua opinião

Mais lidas do Guia

Quem tem

tem descontos

Garanta já seu desconto