Se você adora guitarras. Se as guitarras são teus objetos de desejo. Se as guitarras são a coisa mais importante na tua vida. Então o terceiro andar do Hard Rock Cafe Curitiba (Rua Buenos Aires, 50 – Batel) é a tua Disneylândia até o dia 1.º de dezembro.

O Hard Rock é a sede da primeira edição do Fender Week, evento que reverência os instrumentos da marca americana líder no mercado. A exposição fica aberta todos os dias das 19h às 22h.  A entrada é gratuita ou R$ 10 de couvert opcional.  No último dia da exposição o evento se tranfere para o The One Harley-Davidson, em Curitiba, para uma festa de encerramento das 19h às 22h.

>>> Santos Andrade terá vila de Natal com roda-gigante e casa do Papai Noel

Toda a linha de instrumentos Fender - desde os instrumentos mais simples até peças raras e customizadas - está exposta: guitarras, baixos, violões e amplificadores. São mais de 50 instrumentos, todos à venda, afinados e puglados à disposição de qualquer um que queira tocá-los

A mostra é organizada pela Pride Music, a importadora oficial da marca no Brasil, pela loja de instrumentos Garagem e pela Red Records. “Neste evento, a gente quer proporcionar a experiência do músico, do visitante com a marca. A gente quer que o público venha, pegue a guitarra, teste, tire um som e sinta”, explica Marcelo Juliani, representante da Pride Music.  

Joia da coroa

Entre as dezenas de guitarras históricas e modelos clássicos como o Telecaster e Stratocaster, uma se destaca das demais. É a uma Fender Telecaster Rosewood 1968. Um clone perfeito da guitarra que o Beatle George Harrison usou na icônica apresentação no telhado da gravadora Apple, o último show ao vivo dos Fab Four.

“A guitarra original estava guardada pelo filho do Harrison, então a Custom Shop fez literalmente um raio-x deste instrumento e o reproduziu detalhe por detalhe. Foram feitos 100 modelos e este é o único que veio para o Brasil”, disse Juliani (foto acima).

O preço para o pagamento a vista é de R$ 125 mil. “A princípio ele não estaria à venda. Atribuímos um valor simbólico. Porém, se alguém tiver interesse real na história deste instrumento pode comprá-lo e levar este pedaço de história do rock para casa”.

Veja os Beatles e George com sua guitarra histórica:

O preço total de todos os instrumentos expostos chega perto de R$ 1 milhão. Segundo Juliani, é impossível que qualquer loja no mundo tenha um estoque tão amplo e com os instrumentos à disposição dos visitantes para “test drives”. “Com certeza quem vier, vai achar o que estava procurando na internet, aquele baixo com que sempre sonhou o amplificador que estava precisando”.

Parque de diversões

Segundo o empresário Orlando Custódio, da gravadora curitibana Red Records que apoia o evento a Fender Week, é “um parque de diversões para quem gosta de música”. Além da mostra, há shows todas as noites com bandas de rock de Curitiba atacando munidos de instrumentos Fender.

Para Brunno Kukula, este evento tem o DNA do Hard Rock Cafe . “É um evento com a nossa identidade e a cara do nosso público. Vale lembrar, que toda a história do hard Rock Cafe como espaço de memorabilia do rock começou quando o Eric Clapton doou um fender para a casa de Londres em 1971”.

Fundada na década de 1940, a Fender é a mais importante marca de guitarras, baixos e amplificadores do mundo. Para Juliani, a despeito de alguns obituários da guitarra como ícone musical que saíram na imprensa internacional nos últimos anos, A Fender e a guitarra nunca estiveram tão presentes na música como atualmente.

“Seja para uso profissional e também para o não profissional. Tudo o que a gente ouve de música popular dos anos 50 pra foi criado, gravado e tocado com um instrumento fender. Faz parte da nossa memória sonora e nunca vai acabar”.