Os filmes da franquia Rambo, protagonizados por Sylvester Stallone nos anos 1980, são desconhecidos pela geração 2000. Mas isso deve acabar. Para a alegria dos saudosos fãs dos filmes de ação cheios de explosão e pancadaria, e também para trazer à tona novamente o soldado boina verde, vem aí Rambo 5, que estreia nos cinemas de todo o Brasil na quinta-feira (19).

Dessa vez, o filme mostrará o fim do soldado. O primeiro filme, Rambo: Programado para Matar, foi lançado em 1982, e é uma adaptação literária de David Morrell. Agora, Rambo está aposentado e viaja para encontrar seu antigo companheiro de guerra.

Agora o longa mostra Rambo aposentado, viajando para encontrar seu antigo companheiro de guerra. Nessa cidade o xerife acaba achando que John nada mais é que um vagabundo. Por birra, ele implica tentando expulsar o ex-combatente da cidade – ele se recusa a ir embora. A partir daí a ação começa, e vemos o desenvolvimento do filme se apegar a não somente policiais locais, como forças especiais tentando capturá-lo.

E o que esperar?

Não é segredo que Rambo mata mais a cada filme. Um levantamento de 2008, logo após o quarto filme, Rambo IV, mostra que o personagem mais que duplicou os assassinatos a cada nova estreia: de 1 no primeiro para 83 no último! Além disso, mortes de vilões pelas mãos dos parceiros do protagonista, bem como morte dos "mocinhos", também aumentou consideravelmente. No total, o último filme teve 236 mortes.

Todos gostamos de ver Stallone retornando a seus papéis icônicos, vide a jornada satisfatória de Rocky Balboa em Creed, mas John Rambo não teve isso em 2008 – com o sanguinolento e trash Rambo IV. Este novo filme parece mostrar um Rambo mais dramático e traumatizado, e deve garantir uma performance mais profunda do astro.