Ao final dos anos 50, na França, uma funcionária de escritório conhece um jovem brilhante nascido em uma família burguesa. Com o encontro, os dois têm uma filha. O homem se recusa a casar com uma mulher de classe social menor que a sua, então ela precisa criar sua filha sozinha. Mas a mulher luta por mais de dez anos para conseguir na justiça que o pai da criança dê seu nome a menina.