Metade da toda a vida marinha foi perdida nos últimos 40 anos. Em 2050, haverá mais plástico do que peixes nos mares. Diferente do que imaginamos nos últimos séculos, o oceano não é um lugar de recursos ilimitados, imune à mudança e ao declínio. Por meio de entrevistas com ativistas, o filme revela a história das mudanças nos oceanos para defender a necessidade de preservá-lo. As filmagens foram realizadas em países como Austrália, Havaí, Indonésia e Filipinas.